Google: Acabou o “SuperPhone” e “iPhone Killer” – NexusOne

O Google descontinuou depois de sete meses (e sem grande “alarido”), aquele que foi anunciado como o “SuperPhone” e “iPhone Killer” o Nexus One (lançado a 5 de Janeiro de 2010).

O anúncio do fim do Nexus One, foi feito com um post no blog do Nexus One no dia 16. No mesmo dia da conferência de imprensa de Steve Jobs sobre o “problema da antena no iPhone 4“, onde estavam focados todos os “holofotes”.

Update: Nexus One changes in availability

Earlier this year, we announced that we will be closing the Nexus One web store. This week we received our last shipment of Nexus One phones. Once we sell these devices, the Nexus One will no longer be available online from Google. Customer support will still be available for current Nexus One customers. And Nexus One will continue to be sold by partners including Vodafone in Europe, KT in Korea, and possibly others based on local market conditions.To ensure our developers have access to a phone with the latest Android OS, Google will be offering the Nexus One through a partner for sale to registered developers. Visit the Android Market Publisher site and log into your developer account to purchase a Nexus One.

Fonte: Nexus One Blog

O Nexus One teve poucas unidades vendidas face às expectativas criadas  (de 5 a 6 milhões de unidades no primeiro ano). O número total de unidades vendidas não foi divulgado…
Também a Microsoft, anunciou no dia 30 de Junho  o fim do seu telemóvel KIN (que vendeu apenas 500 unidades nos 49 dias de existência).

Coloque o seu email para receber actualizações do CIBERTRANSISTOR

Junte-se a 3.025 outros seguidores

About Nuno Ribeiro (549 Articles)
Country Manager da agência de inovação FΛBERNOVEL. Autor do livro: Gerir na Era Digital (2011). Coordenador e docente na Pós-Graduação em Marketing Digital e Medias Sociais na Universidade Europeia. Licenciado em Economia na Universidade Católica de Lisboa, onde também concluiu um curso avançado de Gestão de Empresas Tecnológicas e uma pós-graduação em Gestão de Media e Entretenimento. Diretor a unidade Negócio Multimédia do grupo Controlinveste (2008 a 2012). Diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008). Consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002).

3 Comments on Google: Acabou o “SuperPhone” e “iPhone Killer” – NexusOne

  1. Nuno Amaral Frazao // 27 de Julho de 2010 às 21:18 // Responder

    A mim isto parece-me uma estratégia de rebranding: “Nexus one” -> “Nexus ofe”. Ou entao ago mais elaborado como por example “No Nexus”

  2. Será que foi só porque as vendas foram baixas ou a ideia já era mesmo “disponibilizar” um meio para facilitar a penetração no mercado do Android?

    • O objectivo era mesmo entrar no mercado com um telemóvel e tentar concorrer com o iPhone.
      O Google falhou porque não estava (nem está), habituado a gerir operações de logística nem suporte ao cliente (que são vitais neste tipo de negócio).

      O Google achou que conseguia fazer um telemóvel melhor do que o iPhone… assim como a Microsoft (com o KIN – que tinha um público alvo jovem).

      O Google é uma grande empresa, com muitas virtudes (idem em relação à Microsoft), mas diferentes negócios obrigam a modelos de operação específicos.
      E no caso específico, o negócio de hardware um modelo de operação distinto do software e do search (e publicidade em search) e foi isso que o Google e Microsoft não conseguiram implementar (no caso dos telemóveis).

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 3.025 outros seguidores